domingo, 23 de novembro de 2014

Música de fundo, fliperamas e uma galera receptiva

Então você está procurando, na grande São Paulo, um lugar onde jogar RPG? Pois bem, o Relatório RPGístico achou uma loja com espaço para jogos que é ideal para sanar sua busca. Chama-se Bazar de Bagdá e tem RPG toda quarta-feira à noite.

O cenário é o melhor possível: quadros com paisagens fantásticas (uma série de montanhas rubras, uma fortaleza cor de ferro), nostalgia na forma de música preenchendo o ambiente (The Doors, R.E.M., Seal, Depeche Mode), ar condicionado, televisores, fliperamas, mesas, sofá, e poofs ─ tudo para que os frequentadores se sintam mais a vontade do que em suas próprias casas.

Terremoto no Bazar. Mas os donos da loja passam bem, obrigado.
Foto por Diego Ferroni.  
 
Claudio Moraes, funcionário da loja, explica que a loja não tem muito a ver com RPG e o espaço, às quartas, foi aberto por questões estratégicas: geralmente o público que joga RPG é, também, amante de cards games ─ que é a especialidade do Bazar de Bagdá, que inclusive promove torneios semanais de Magic The Gathering e Pokemon Trading Card Game ─, então esse público, estando lá por causa do RPG, acaba conhecendo e consumindo os materiais comercializados pela loja.

─ Minha preocupação é casa cheia. Eu quero casa cheia todo dia ─ Moraes afirma. Diz, também, que a reação dos jogadores, de forma geral, foi positiva em relação ao espaço e que poderia aumentar a frequência dos encontros, segundo a demanda: ─ A partir do momento que tiver uma galera fixa toda quarta, posso pensar em planos maiores sim, por que não?

E ele se mostra aberto a sugestões, como, por exemplo, fazer os encontros de RPG em algum outro dia da semana que seja mais acessível, dependendo do número de jogadores interessados. 

RPGístas. A estátua foi recuperada por essa galera aí.
Foto por Diego Ferroni.






A divulgação é feita por redes sociais e boca a boca dos próprios funcionários com conhecidos ─ o suficiente para atrair os sete jogadores presentes no último encontro organizado pela loja. Ricardo Cardoso, por exemplo, é um dos jogadores que conheceu o Bazar pelas redes sociais. Foi em três encontros e já pode ser considerado um entusiasta da loja, sempre tentando levar mais pessoas consigo.

─ Gostei bastante da loja ─ ele diz ─, e achei uma ideia muito boa eles terem um espaço voltado ao RPG. Acho que é uma ideia bem bacana pra chamar o público que é um tanto fechado a mesas particulares, geralmente em casas de amigos e afins.

Mesa de jogo. Muitos '20' foram rolados de modo que quando os goblins purulentos perceberam o que estava acontecendo metade deles jazia.
Foto por Diego Ferroni. 

O Bazar de Bagdá ainda está no início ─ com cerca de quatro meses de funcionamento ─, mas, com base apenas no ambiente e na receptividade, a loja já demonstra um potencial enorme para crescer e virar ponto de referência.   

A loja funciona de terça à sábado, das 12h às 20h. Quarta-feira, o dia do RPG, é uma exceção em relação ao horário: vai até às 21h30, com a galera se organizando por volta das 18h. Os telefones de contato são: 3360-6687 e 4301-3780. Fica na Rua Dr. Olavo Egídio, 284, Santana (a cinco minutos de caminhada da estação Santana de metrô). Entrada gratuita. 

Um comentário:

  1. Excelente iniciativa. As várias formas do RPG devem andar lado a lado.

    ResponderExcluir